Tags

O artigo contém alguns spoilers para os que não acompanham os livros ou a série.

Meus caros. Tentarei abordar – de forma delicada – a experiência de ler os livros de George RR Martin, principalmente a série mais famosa deste.  É surreal a sensação de ver os principais personagens (que você está torcendo) morrerem – dos jeitos mais (e menos) requintados.

George Raymond Richard Martin, nascido em New Jersey, Estados Unidos, se esmerou ao longo de seus romances, em “exterminar” boa parte dos seus protagonistas. Lembre-se: Quando você torcia e achava que Ned Stark comandaria uma revolução nos Sete Reinos de Westeros, pela substituição do futuro rei Joffrey, acontece… Decapitação de Ned.

Quando Robb Stark parece prestes a ganhar a guerra – iniciada com a morte de seu pai Ned – e consegue uma linda noiva … A morte lhe alcança no conhecido “casamento vermelho”.

E Oberyn Martell – a víbora vermelha??? Quando a luta com Sor Gregor Clegane parecia vencida pela víbora… Tudo acaba em uma cabeça (a de Oberyn) esmagada.

George é um escritor de mão cheia.  Mas também é roteirista e editor.  Sua principal obra, não desmerecendo as demais é “As Crônicas de Gelo e Fogo” – série de fantasia épica.  Inicialmente, foi concebida para ser uma trilogia, mas já rendeu cinco livros (o sexto está a caminho) além de contos e novelas derivadas.  Mas, também, escreveu alguns episódios da série Twilight Zone, conhecida no Brasil como Além da Imaginação.  Na série de livros “Wild Cards” (composta por 22 livros), George é um dos colaboradores e foi o responsável pela coletânea e pela edição.

“Game of Thrones” é o primeiro livro da série “As Crônicas de Gelo e Fogo” e foi publicada pela editora Bantam Spectra. Lançado originalmente em 6 de agosto de 1996, o livro venceu o Prêmio Locus de 1997 e o Prêmio Nebula de 1998, tendo sido indicado também ao World Fantasy Award de 1997.  Mas sua adaptação para a TV, produzida e exibida pela HBO é o ápice da obra – e do autor.  Na obra, percebe-se uma forte influência de Maurice Druon (Os Reis Malditos).

George parece cruel – com seus personagens – mas o que nos mostra é a “realidade” de um mundo vil em que para o vencedor, tudo e para o perdedor, apenas a morte.

Agora, é torcer (ou não?) por Tyrion Lannister ou Arya Stark.  E você?

Base da informação do post:

http://www.georgerrmartin.com/

http://lounge.obviousmag.org/sociocratico/2013/03/as-cronicas-de-gelo-e-fogo-ou-as-cronicas-de-perdedores-e-vencedores.html

http://maisquecuriosidade.blogspot.com.br/2013/08/george-r-r-martin-e-as-cronicas-do-gelo.html

http://pt.wikipedia.org/wiki/As_Cr%C3%B4nicas_de_Gelo_e_Fogo

http://wiki.gameofthronesbr.com/index.php/Oberyn_Martell

http://wiki.gameofthronesbr.com/index.php/Eddard_Stark

http://wiki.gameofthronesbr.com/index.php/Robb_Stark

http://cosmonerd.com.br/series/game-thrones-quinta-temporada-nao-contara-com-o-nucleo-dos-greyjoy/

Abraços a todos, e até o próximo post.

Anúncios