Tags

Magia, imortalidade, vampiros, bruxos, princesas, elfos e tantos outros seres especiais são alguns personagens presentes, em grande parte da literatura fantástica e da vida de muitas crianças, jovens e adultos do mundo. Mas há uma coisa comum em praticamente todas as histórias e contos da LitFan – o poder!

Tal qual na vida real, que vemos em nosso dia a dia uma busca – ora sensata, ora insana – pelo poder, temos na literatura fantástica anseios iguais – ou até muito piores.

A literatura fantástica e a presença do sobrenatural têm sua origem no século XVII, primeiramente para suprir uma função social em uma sociedade em que o poder tirano só podia ser revelado implicitamente.  Assim temos, por exemplo, a rainha má de “Branca de Neve” (em alemão “Schneewittchen”) um conto de fadas originário da tradição oral alemã, que foi compilado pelos Irmãos Grimm e publicado entre os anos de 1812 e 1822.  Temos, também, a fantasia épica “As Crônicas de Gelo e Fogo”, (onde o título do primeiro livro “Game of Thrones” também batiza a série televisiva do canal  HBO) escrita pelo norte-americano George R. R. Martin, onde há uma busca frenética pelo trono de ferro e o poder dos Sete Reinos de Westeros.

wallpaper-literatura-guerra-dos-tronos

Assim como na vida real, nos deparamos com total falta de escrúpulos de uma gama imensa de governantes e assessores, também na LitFan vemos embates nada delicados pelo poder total.  Que tal o cruel tirano Ming, o Impiedoso, do distante planeta Mongo? Ele baniu o príncipe Barin, herdeiro legítimo do trono, e seus seguidores — incluindo a própria filha, Aura, noiva de Barin — para o reino florestal de Arboria. Esta história se passa na HQ “Flash Gordon”, publicada pela primeira vez em janeiro de 1934.

Obs.: Alguns podem discordar, mas considero HQ’s e RPG como um tipo de LitFan.

flash_gordon

Ahh! E quem não vai lembrar a Rainha de Copas, uma personagem que aparece nos capítulos finais do livro “Alice no País das Maravilhas” (“Alice’s Adventures in Wonderland”, de Charles Lutwidge Dodgson, publicada em 4 de julho de 1865, sob o pseudônimo de Lewis Carroll), mas que já é mencionada por outras personagens desde o começo da história. Mesmo sem ainda ter aparecido fisicamente, todos já demonstram medo quando a citam. Tem um pavio curtíssimo, é autoritária e responde a qualquer sinal mínimo de desrespeito com a pena de decapitação, pelos qual é famosa – isto te faz lembrar de alguém?

E por último, o que dizer na guerra pelo poder maior na Terra Média? Desde “O Hobbit” até “O Senhor dos Anéis”, o mestre J.R.R.Tolkien desenvolveu uma busca incansável pelo poder – seja do “Um Anel” como, também, do “Senhor do Escuro” (Sauron) por todos os territórios e governos da Terra Média.  Uma história brilhante que envolve disputas a cada instante.  Seja de Sméagol, que mais tarde passa a se chamar Gollum pelo seu precioso (que o domina e o transforma – uma grande analogia ao poder que o PODER exerce) como de Denethor II, que preferiu se matar (e a seu filho – o que não conseguiu) a entregar o trono de Gondor (do qual era regente senescal) ao seu verdadeiro rei, Aragorn que vem a se tornar Elessar Telcontar (“Elessar, a Pedra Élfica”) após a coroação.  Brilhante!

My precious

Mas seria este paradoxo com a realidade de nossas vidas o que realmente atrai milhares de leitores a lerem sagas como as que citamos? O poder que embriaga, transforma e deforma atrai tanta atenção dos mais diversos tipos de leitores?

Bem, ficam estas perguntas para você pensar.

Ahh! E não deixe de apreciar cada página, cada linha do seu livro (“my precious”)

Abraços a todos, e até o próximo post.

Base da informação do post:

http://literaturafantastica.tumblr.com/

http://pt.wikipedia.org/wiki/Branca_de_Neve

http://pt.wikipedia.org/wiki/A_Game_of_Thrones

http://wiki.gameofthronesbr.com/index.php

http://pt.wikipedia.org/wiki/Flash_Gordon

http://pt.wikipedia.org/wiki/Rainha_de_Copas_%28personagem%29

http://pt.wikipedia.org/wiki/Alice_no_País_das_Maravilhas

http://pt.wikipedia.org/wiki/Aragorn

http://pt.wikipedia.org/wiki/O_Senhor_dos_Anéis

http://pt.wikipedia.org/wiki/Gondor

http://es.wikipedia.org/wiki/Denethor_II

http://imgkid.com/gondor-soldier-sword.shtml

http://labirintodehistorias.blogspot.com.br/2013/12/resenha-guerra-dos-tronos.html

http://www.biglittlebooks.com/flash_gordon.html

https://unmaskingfeminism.wordpress.com/2013/04/11/my-precious-feminism/

Jota Cortizo

Anúncios